Resultado da pesquisa

  • O Brasil é um dos países de maior potencial de produção pecuária, determinado principalmente pelas suas condições climáticas, vasta extensão territorial e plantas forrageiras, que constituem a base da dieta dos ruminantes na grande maioria dos sistemas de produção existentes no país. Nessa premissa, uma das alternativas para solucionar a falta de alimento durante o período do ano é a conservação do excedente da produção de capim na forma de silagens. Porém, o elevado teror de umidade no momento da ensilagem predispõem o crescimento de microrganismos indesejáveis, que resultam em perdas por gases e efluentes. Entretanto, uma das formas de reduzir essas perdas é a adição de coproduto com alto poder higroscópico e que aumente o valor nutricional e beneficie a fermentação durante o processo de conservação da forrageira. Desenvolveu-se o presente estudo com o objetivo de avaliar o perfil fermentativo, as perdas por gases e efluente, recuperação de nutrientes, o valor nutritivo, a degradabilidade ruminal in situ e o fracionamento de carboidratos e proteína das silagens de capim contendo aditivo higroscópico, como o farelo de arroz.

    Fevereiro - v. 12, No. 2, p. In Press (2018)
  • O objetivo principal deste trabalho foi avaliar a determinação de processos de transformação da pele de peixes em couro, através do uso do tanino vegetal como agente curtente em peles de Linguado (Pleuronectesli neatus) e Robalo flecha (Centropomus undecimalis) e análise de resistência dos couros de Tilápia do Nilo (Oreocchromis niloticus) jovens e adultas e Parú (Chaetodipterus faber). Foram realizados curtimentos, divididos em duas etapas: Processos de Ribeira – curtimento (armazenamento, descarne, remolho, caleiro, desencalagem e píquel) e Processos de Recurtimento – acabamento (neutralização, recurtimento – tingimento, engraxe e secagem). Para as quatro espécies utilizadas durante o experimento, houve redução no uso de ácido fórmico. A proporção inicial era de 1% diminuindo para 0,5% na etapa de recurtimento, pois ao entrar em contato direto com as peles, a alta acidificação prejudicou o processo de curtimento e também a diminuição de 2% da soda barrilha. Para 1% durante o processo de caleiro, pois foi observado o rompimento das lamínulas de inserção das escamas, prejudicando o produto final. O curtimento dos couros de Robalos e Linguados resultou em um couro duro, sem condições para a realização das análises de resistência mecânicas, necessitando do desenvolvimento de novas metodologias para obtenção de um produto final macio e de fácil manuseio. Os corpos de prova foram feitos para os testes de: tração (N/mm²), alongamento (%) e rasgamento progressivo (N/mm), para os couros de Tilápia e Parú no dinamômetro EMIC® com velocidade de afastamento entre cargas de 100 ± 20 mm/mm. Os Couros de tilápias jovens e adultas apresentaram resistência à tração de 63,3 N/mm² e 42,6 N/mm², ao alongamento de 80,9 % e 64,3 % e ao rasgamento progressivo de 32,7 N/mm e 41,9 N/mm, respectivamente. Comprovando superioridade em relação ao couro de Parú onde apresentou resistência a tração de 56,8 N/mm², ao alongamento de 42,5 % e ao rasgamento progressivo de 20,9 N/mm. Os couros de Tilápias jovens e adultas e de Parús de acordo com a ABNT NBR 13525:2016 podem ser empregados para cabedal de moda, e os das Tilápias também podem ser utilizados para fins automotivos e moveis.

  • A atividade leiteira tem um importante papel na sustentabilidade das unidades de base familiar, tanto no autoconsumo como na geração de renda, no entanto é necessário que seja economicamente viável para evitar a saída do homem do campo. Os objetivos deste trabalho foram fazer um acompanhamento técnico em propriedades leiteiras com intuito de maximizar a produção de leite a pasto, melhorar a qualidade do leite através da adoção de Boas Práticas de Produção e tornar os sistemas de produção de leite sustentável. Foi aplicado um questionário com intuito de obter informações sobre infraestrutura da unidade produtora, manejo dos animais e traçar o perfil dos produtores. Além disso, as alunas vivenciaram a rotina da propriedade desde a ordenha das vacas até a comercialização do leite. Como resultados alcançados têm-se a capacitação dos produtores rurais em adquirir animais com aptidão leiteira, manejo nutricional e sanitário adequado e adoção de boas práticas de produção de leite. Um trabalho sobre a sustentabilidade do sistema de produção leiteiro no município de Bragança-PA é bastante relevante, devido à falta de tecnologia e aplicação de manejos impróprios, resultando em produtos lácteos com baixo valor comercial e sem qualidade.

    Janeiro - v. 12, No. 01, p. 139 (2018)
  • O Puma yagouaroundi (gato-mourisco) é um felino que apresenta vasta distribuição geográfica no Brasil, podendo ser encontrado em vários biomas. Na literatura observa-se escassez de trabalhos sobre sua anatomia macroscópica. O objetivo do trabalho foi a descrição macroscópica do sistema reprodutor masculino visando a obtenção de informações que possam ser úteis ao manejo reprodutivo da espécie. O estudo foi realizado em um cadáver macho doado ao Laboratório de Anatomia Veterinária pelo Hospital Veterinário da Universidade Federal de Campina Grande. O animal foi fixado em formal a 10 % para posterior dissecação e descrição do sistema reprodutor masculino. Foram identificadas as seguintes estruturas funcionais do aparelho genital masculino do gato-mourisco: escroto, pênis, testículos, epidídimos, ductos deferentes e as glândulas genitais acessórias, identificando-se apenas a próstata, não possuindo as glândulas bulbouretrais e vesiculares. O escroto com seus constituintes internos situa-se na região subanal. Os testículos apresentaram formato ovóide, posicionado perinealmente, dentro do escroto. O ducto deferente compreende uma estrutura longa, contínua a cauda do epidídimo, desembocando na superfície craniodorsal da próstata. O pênis mostrou-se um órgão curto, achatado látero-lateralmente com presença de espículas e localizado dentro do prepúcio.

    Agosto - v. 11, No. 08, p. 744-839 (2017)
  • O alto custo da produção animal a pasto tem sido um dos principais fatores da queda na produtividade ao longo do ano principalmente nas regiões áridas que sofrem com os longos períodos de seca. Por isso, tem-se pensando em alimentos alternativos visando menor custo sem comprometer a qualidade da ração. A disponibilidade e a qualidade desses materiais são bastante variáveis em função do nível de industrialização de acordo com as características de cada região. A polpa cítrica é um resíduo proveniente da indústria produtora de suco de laranja, utilizada nas dietas de ruminantes, como componente energético, principalmente na substituição do milho. Objetivou-se com esta revisão avaliar o valor nutritivo da polpa cítrica peletizada, bem como, seu uso na alimentação de ruminantes.

    Ago. 1 - v. 6, No. 24, p. Art. 1405-1410 (2012)
  • A Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) é causada por uma proteína chamada príon responsável pela degeneração do sistema nervoso em seres humanos e animais. A forma clássica da doença ocorre com a ingestão de proteína animal contaminado com o príon infeccioso. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é responsável pela promoção de controle e prevenção desta doença no país devido à transmissão da doença de ruminantes para humanos. O Brasil é um grande produtor de alimentos para animais, assim, é importante o controle efetivo de ingredientes para alimentação animal. Subprodutos de origem animal (farinha de cascos e chifres, carne e ossos, penas, farinha de peixe, vísceras de aves, ossos não calcinados, ossos calcinados e produtos lácteos) são importantes para a suplementação protéica e mineral na alimentação de ruminantes. No entanto, apenas os ossos cozidos no vapor e produtos lácteos são permitidos para ruminantes. Foi relatada a avaliação macro e microscópico de rações, suplementos e subprodutos de origem animal (OA), o que permitiu a caracterização dos diferentes tecidos. As análises macroscopicas foram realizadas durante a preparação da amostra e, em seguida microscopicamente (estereoscopia e por fluorescência) para identificar os ingredientes, se podiam (ou seja, incluídos na lista) nas normas estabelecidas. O limite de detecção do método (LD) nas amostras fortificadas (farinha de sangue, osso não calcinado em pó, farinha de penas e cascos e chifres) chegou até 0,05%, o que foi confirmado por testes químicos específicos. LD obtidos forneceram confiabilidade aos resultados e permitiram o desenvolvimento da acuidade visual analista. O método microscópico para a detecção de subprodutos animais foi eficaz e considerada uma ferramenta útil, de fácil execução e de baixo custo para mitigar o risco de EEB.

    Dez. - v. 9, No. 12, p. 502 - 557 (2015)
  • A raspa de mandioca é constituída pela raiz da mandioca integral, ou seja, polpa e casca, que é picada e seca ao sol e posteriormente moída. É um alimento essencialmente energético devido aos altos conteúdos de amido e baixos níveis de proteína, lembrando que a energia é o nutriente quantitativamente mais necessário nas dietas para as diferentes espécies animais. Do mesmo modo que a mandioca apresenta baixo nível protéico (2 a 4% na MS), devido a esta limitação uma dieta a base de raspa de mandioca deve ser corrigida os níveis de proteína. Ela é rica em aminoácidos como lisina, porém, deficiente em metionina, triptofano e cistina. A raspa integral de mandioca é uma ótima alternativa como fonte energética na alimentação animal, podendo substituir em grande parte das rações o milho ou o sorgo. Onde deve ser usada respeitando as restrições de cada espécie devendo ser corrigida sua deficiência protéica.

    Abr. 2 - v. 4, No. 14, p. Art. 802-808 (2010)
  • configurar como uma das principais atividades econômicas geradoras de emprego e renda. O setor leiteiro está inserido em um ambiente onde há forte concorrência, e desse modo, os produtores, em especial os de escala reduzida, necessitam de auxilio para a comercialização de seus produtos de modo a se manterem no mercado. Focando na qualidade do leite cru produzido, fonte primordial para que todos os produtos lácteos sejam industrializados e comercializados, é necessário entender que o leite é um alimento nobre e altamente perecível, sendo necessário dar atenção à qualidade do mesmo. Historicamente as normas brasileiras de qualidade do leite tiveram seu enfoque voltado ao processo de industrialização e qualidade do produto final, colocando em segundo plano a qualidade da matéria prima. A Instrução Normativa 51 (IN 51) editada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil, 2002) e implantada em julho de 2005 nos Estados do Sul, Sudeste e Centro-oeste, teve entre seus objetivos, padronizar a qualidade do leite cru produzido no país, procurando melhorar a qualidade para o mercado interno e tornando-o competitivo no mercado internacional. Parcela significativa dos produtores de leite brasileiros, ainda não está preparada para enfrentar as exigências da IN 51 e estes produtores poderão ser excluídos da cadeia produtiva, caso não se adaptem a esta nova realidade. O enfoque do estudo é abordar o mercado lácteo nacional, discutindo aspectos de qualidade higiênica mínima e a manutenção do produtor de leite brasileiro na cadeia produtiva, buscando compreender como é possível produzir dentro das normas, sem excluir parcela significativa dos milhares de produtores brasileiros, que dependem do leite para a manutenção de mensal das propriedades e das famílias agricultoras.

    Set. 1 - v. 5, No. 32, p. Art. 1205-1211 (2011)
  • O Pará é um dos Estados que mais crescem em nível de produção de leite, todavia a grande maioria dos produtos lácteos consumidos na região é importada de outros Estados brasileiros, o que faz com que os preços dos produtos ajustem-se de acordo com as regiões produtoras. O objetivo deste trabalho foi analisar a tendência, o ciclo econômico e a sazonalidade do leite em pó integral e desnatado e leite UHT empregando-se o modelo clássico de séries temporais, no período de janeiro de 2000 a junho de 2007. Os três tipos de leite apresentaram tendência de preço decrescente, entretanto o leite UHT foi o que obteve maior declínio, 32% ao ano. Foram observados dois ciclos para o leite em pó, tanto o integral quanto o desnatado, com duração de aproximadamente dois anos cada ciclo; e um para o leite UHT, o qual durou em média quatro anos. O leite em pó, integral e o desnatado, apresentaram amplitudes de variação de preços menores do que o leite UHT, o que denota que este é altamente sensível a mudanças na oferta do leite “in natura” e apresenta maior incerteza em relação à formação de preço.

    Fev. 3 - v. 4, No. 07, p. Art. 752-758 (2010)
  • Atualmente na área de nutrição os pesquisadores buscando alternativas para reduzir os custos com rações, pois esta tem considerável peso no custo de final da produção. A torta de dendê, subproduto da extração do óleo de dendê é subutilizada na pecuária apesar de ter uma produção acima de 37.000 ton./ano. A sua composição química permite que seja utilizada em dietas para animais, no entanto pouco se conhece do seu efeito nas espécies de produção e o desempenho nas diferentes idades. Este trabalho teve com objetivo aprofundar o conhecimento sobre a torta de dendê na alimentação animal com base nos estudos realizados até o momento.

    Fev. 2 - v. 4, No. 06, p. Art. 744-751 (2010)
  • Foramanalisados, com quatro marcadores microssatélites, 58 exemplares nativos de surubim Pseudoplatystoma corruscans provenientes da calha do rio São Francisco. A análise baseou-se em dois grupos coletados em diferentes épocas em um mesmo sítio. Foram aferidos os seguintes parâmetros populacionais, Fst, Identidade e Distância genética. Estes resultados foram discutidos com o intuito de contribuir em trabalhos de recrutamento de reprodutores para estabelecimento de estoques cultivados para fins de aquacultura. As análises temporais não mostraram diferenças significativas entre os dois grupos estudados. Estratégias para o recrutamento de reprodutores da espécie a partir de estoques nativos são, por fim, sugeridas.

    Fev. 1 - v. 4, No. 05, p. Art. 738-743 (2010)
  • A Região Nordeste do Brasil apresenta grande importância no cultivo da maioria das espécies frutíferas tropicais, tendo destaque o abacaxi, caju, mamão, manga, maracujá.  Nesta região vem se desenvolvendo um importante setor da agropecuária. Em resposta a esse avanço, o número de agroindústrias instaladas por toda a região tem aumentado significativamente, gerando um incremento na produção de resíduos agroindustriais não utilizáveis na alimentação humana, que podem ser aproveitados na dieta animal, tornado-se importante fator de barateamento nos custos de produção. 

    Abr. 4 - v. 5, No. 15, p. Art. 1093-1099 (2011)
  • Objetivou-se avaliar o custo de produção da pecuária leiteira de pequenos produtores em Colorado do Oeste-RO. O experimento foi conduzido em quatro propriedades no período de março a agosto de 2013, sendo estas propriedades assistidas por órgãos governamentais do Município. As informações foram obtidas por meio de visitas às propriedades e preenchimento de questionários com perguntas elaboradas contendo rebanho leiteiro, a infraestrutura, os implementos da propriedade, a produção de leite, a comercialização e o manejo. Verificou-se que 38% das vacas em lactação estão produzindo o lucro, enquanto 62% das vacas em lactação estão somente gerando gastos, sem produzir leite. Analisando os aspectos econômicos da atividade leiteira no município de Colorado do Oeste-RO, ficou evidente que produtor rural nas condições de manejo implantadas hoje em suas propriedades, não gera lucro significativo com esta atividade. Existe então a necessidade de se aumentar a porcentagem de vacas em lactação, assim, o número de animais contribuindo somente com a despesa seria menor e o total de animais em lactação compensaria o restante, dando então lucro ao produtor.   

    Set. 1 - v. 8, No. 17, p. 2030-2172 (2014)
  • A criação de bovinos de leite a pasto é a atividade mais adotada por pequenos produtores no Brasil, em sua maioria o sistema funciona quase sem investimentos, por isso se faz necessário à implantação de sistemas de manejo de pastagem que tem como objetivo a diminuição das áreas de implantação de pastagens e a conservação de matas fechadas que antes eram utilizadas para a formação de novas pastagens. Também se faz necessário à escolha de forrageiras de melhor qualidade de acordo com o sistema utilizado e também com as exigências dos animais. Os diferentes tipos de pastejo veem sendo empregados na tentativa de diminuir custos de produção e sem que ocorra queda na produção leiteira. Com esse mesmo objetivo pode-se fazer a adição de co-produtos oriundos da indústria agrícola para que possam auxiliar no manejo alimentar de vacas leiteiras, objetivando o fornecimento de fontes de proteína que antes eram descartadas sem empregabilidade, e que hoje se tornaram uma fonte sustentável de alimentação animal.

    Ago. 1 - v. 8, No. 15, p. 1822-1939 (2014)
  • O estado do Amapá é o único estado brasileiro cuja bubalinocultura supera quantitativamente a bovinocultura. Os dados referentes ao perfil do gado abatido nos estados são restritos aos órgãos de defesa e inspeção oficiais, portanto informações sobre a origem, a espécie e o quantitativo abatido tornam-se muitas vezes indisponíveis nos meios de consulta. O objetivo deste trabalho foi analisar o gado bovídeo abatido em matadouros com Serviço de Inspeção Estadual – SIE no Amapá durante o ano de 2011, identificando o quantitativo dos animais em relação à origem, espécie, sexo, faixa etária e o meio de transporte utilizado quando encaminhados ao abate. Os dados utilizados neste estudo foram cedidos pela Gerência de Trânsito Agropecuário – GTAGRO da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Estado do Amapá – DIAGRO. Verificou-se que no estado do Amapá são abatidos mais bubalinos do que bovinos, e que o estado do Pará é o principal fornecedor de bovídeos para abate, onde se destacam os municípios de Chaves, Monte Alegre, Brasil Novo e Prainha. Os principais municípios amapaenses fornecedores foram Cutias, Macapá, Tartarugalzinho e Itaubal. O estado do Amapá forneceu mais bubalinos para abate, enquanto o estado do Pará forneceu mais bovinos. O sexo predominante foi o masculino, a faixa etária mais abundante foi a de mais de 36 meses e o principal meio de transporte foi o marítimo/fluvial

    Jun. 2 - v. 8, No. 12, p. 1416-1550 (2014)
  • Fev. 1 - v. 8, No. 03, p. 0230-0339 (2014)
  • A glicerina bruta ao ser absorvida pelo rúmen ou intestino delgado, torna-se um precursor de glicose para as vias gliconeogênicas e produção de ácidos graxos voláteis. Esta revisão tem por objetivo descrever as vantagens e desvantagens do uso da glicerina bruta na alimentação animal, visando diminuir o impacto ambiental, causado pelo acúmulo de resíduos na natureza.

    Ago. 3 - v. 6, No. 26, p. Art. 1417-1422 (2012)
  • A produção de sorvete de frutas tropicais à base de leite de cabra agrega num só produto boas propriedades nutricionais e funcionais. Objetivou-se desenvolver, verificar a aceitação sensorial e intenção de compra de sorvetes com sabor de frutas tropicais à base de leite de cabra. A pesquisa foi segmentada em duas etapas. Na primeira etapa foram processados três tratamentos correspondentes a diferentes sabores de sorvetes (bacuri, cajá e maracujá) à base de leite de cabra. Na segunda etapa foram elaborados três sorvetes com diferentes concentrações do sabor mais bem aceito na primeira etapa. Após o processamento dos sorvetes as análises sensoriais ocorreram em dois momentos distintos. Na primeira etapa foi aplicado um teste de ordenção-preferência e os dados submetidos ao teste de Friedman e na segunda etapa as três formulações dos sorvetes do sabor mais bem aceito da primeira etapa, contendo diferentes concentrações do sabor de fruta tropical (26%; 30%; 34%) à base de leite de cabra foram submetidos à avaliação sensorial através do teste de aceitação por escala hedônica e a teste de intenção de compra. Os dados obtidos na segunda etapa foram submetidos à análise de variância e as médias ao teste Student-Newman-Keuls a 5% significância. O sabor de sorvete considerado preferido no teste de ordenação-preferência foi aquele elaborado com polpa de maracujá. O teste de aceitação mostrou que houve diferença estatística apenas para a cor e o teste de intenção de compra não mostrou diferença significativa entre as formulações. 

    Nov. 1 - v. 8, No. 21, p. 2550-2674 (2014)
  • A utilização de coprodutos das agroindústrias na alimentação animal já é realizada á muitos anos. Com o incentivo a produção nacional de Biodisel a geração desses subprodutos teve significativo aumento, possibilitando sua utilização na alimentação animal, pelo aumento da oferta de farelos ou tortas oriundos da extração do óleo de oleaginosas. O farelo de soja é a principal fonte protéica utilizada na alimentação de animais ruminantes e monogástricos, todavia com o aumento da demanda mundial por alimentos de alto valor proteico, não competitivos com a alimentação humana, impulsiona a utilização destes coprodutos na alimentação animal, principalmente para ruminantes, pela sua capacidade singular de transformação de fibras não digestíveis pelo organismo humano, em produtos de alto valor biológico, como carne e leite. Dentre as culturas utilizadas na produção de Biodiesel, o girassol teve expressivo aumento na produção e produtividade nos últimos anos, graças a sua capacidade de adaptação a diversas condições edafoclimáticas. Os coprodutos do girassol possuem características nutricionais favoráveis para alimentação dos animais de interesse zootécnico, minimizando os custos de produção e maximizando a produção de carne e leite

    Jul. - v. 9, No. 07, p. 287 - 347 (2015)
  • Foi utilizado 16 ovelhas em final de vida reprodutiva, divididas em dois grupos de oito animais, alimentadas durante 60 dias com ração completa, contendo zero ou 10% de grãos de linhaça. Após o abate as pernas foram desossadas e utilizadas no processamento de kafta. Foram feitas análises químicas e sensoriais para avaliar a aceitação dos consumidores. Não houve diferença (P>0,05) para umidade (70.49%) e matéria mineral (1.28%). A proteína bruta e lipídios totais tiveram médias maiores para kaftas feitas com carne de ovelhas suplementadas com grãos de linhaça. As avaliações demonstraram que esse produto foi aceito por 79,6% dos provadores, sendo que 88,9% dos homens e 81,2% das mulheres que participaram do painel sensorial comprariam o produto. A kafta possui uma produção viável e qualidade nutricional, sendo bem aceita pelos consumidores de ambos os sexos e idade. Kaftas de carne de ovelha suplementada com linhaça obteve a maior aceitação, mostrando efeito positivo na analise sensorial, o que se sugere a utilização destes grãos para diferenciar o produto

    Mai. - v. 9, No. 05, p. 195 - 251 (2015)

Idioma

Conteúdo da revista

Edicões