Resultado da pesquisa

  • O sertolioma é um dos tumores que mais afetam cães idosos, sendo mais incidentes em animais criptorquidas. Geralmente esses tumores são extremamente expansivos, podendo comprimir e destruir os tecidos adjacentes. Para sua identificação é necessário à realização de exame histopatológico. Este trabalho teve por objetivo relatar a ocorrência de gonadopatia criptorquidica direita, acompanhada por processo neoplásico associado em um cão de 10 anos de idade. Após a orquiectomia os testículos foram encaminhados ao Laboratório de Patologia Animal da Universidade Federal Rural da Amazônia, e para a análise histopatológica o material foi processado rotineiramente para inclusão em parafina e colorações por hematoxilina-eosina (HE), e Tricrômico de Gomory. Histologicamente, observou-se espessamento albugíneo pela proliferação de tecido conjuntivo. No parênquima testicular os túbulos possuíam somente células de Sertoli, estavam diminuídos em número e espaçados por tecido conjuntivo denso proliferado. O processo neoplásico situava-se em uma região mais central e, morfologicamente, observou-se na configuração tubular, células demonstrando vacuolização citoplasmática e, alguns locais, dispondo-se em paliçadas, aspectos morfológicos característicos de sertolioma.

    Janeiro - v. 12, No. 01, p. 139 (2018)
  • O lipoma é considerado uma neoplasia mesenquimal comum benigna originada dos adipócitos ou de células gordurosas subcutâneas e ocasionalmente dérmicos. Podem ser caracterizados como massas únicas ou múltiplas de crescimento lento, sendo, nesta situação, a eleição de terapêutica cirúrgica por meio de excisão tumoral como alternativa viável sem a necessidade de associação com um tratamento quimioterápico. O objetivo deste estudo foi relatar o caso de uma cadela acometida por lipoma subcutâneo gigante em região lombo-sacral. Foi atendida na Policlínica Veterinária Metropolitana uma cadela, sem raça definida, pesando 16,70 kg e com 8 anos e 1 mês de idade. Durante a anamnese foi relatado aumento de volume abrangendo a região lombo-sacral do animal, de surgimento insidioso e que se desenvolvia lentamente com o passar dos meses. No exame clínico observou-se mucosas normocoradas, linfonodos normais, temperatura de 39,2°C, presença de uma massa de grande tamanho, densa e de superfície macia e arredondada em região lombo-sacral. O resultado do hemograma e da bioquímica sérica não revelou alterações relevantes ao caso, apenas uma discreta anemia. O procedimento cirúrgico consistiu na execução de uma incisão elíptica ao redor da massa seguida de divulsão romba com toalhas de laparotomia até que fosse liberada toda a massa tumoral. O feixe ou pedículo fibroso que sustentava o tumor foi ligado e seccionado. A massa retirada possuía aspecto globoso, maciço e pendular medindo cerca de 16 cm no seu maior eixo e pesando cerca de 1,5 kg. Ao corte, a massa se apresentava encapsulada, firme e com coloração amarelada, mimetizando tecido gorduroso. Coletou-se uma pequena amostra para exame histopatológico. O resultado revelou células gordurosas, agregados inflamatórios e células da derme. O procedimento cirúrgico por meio da excisão da massa se mostrou uma alternativa satisfatória para o tratamento único e definitivo desse tipo de tumoração.

    Janeiro - v. 12, No. 01, p. 139 (2018)
  • Osteossarcoma é um dos tumores ósseos maligno mais comum em cães, sendo que nessa espécie mais de 80% das neoplasias ósseas malignas são osteossarcomas. A ocorrência desta doença é maior em cães com 5 a 9 anos, com pico ao redor de 7 anos, porém ela também pode ser observada em cães jovens, com 1 ano de idade. Em raças de grande porte a incidência é maior e ambos os sexos são igualmente acometidos. O osteossarcoma ocorre também em gatos, mas é menos comum do que em cães, e o desenvolvimento de metástases é mais lento. A etiologia do osteossarcoma (OSA) canino permanece desconhecida. Os primeiros sintomas a serem observados são claudicação e extenso aumento de volume, doloroso, no foco tumoral. O diagnóstico é baseado no histórico, exame físico, laboratorial, citilográficos e principalmente achados radiográficos, que mostram áreas de destruição óssea, neoformação óssea, contorno indefinido, reação periosteal (em alguns casos em “raios de sol”) e aumento do volume de tecidos moles, sendo a confirmação feita por biópsia e exame histopatológico. Os tratamentos podem ser com quimioterapia, radioterapia, cirurgia para a amputação do membro acometido e cirurgia com preservação de membro. O prognóstico em geral é ruim, porém dependerá da espécie, da raça e da resposta ao tratamento.

    Dezembro - v. 11, No. 12, p. 1188-1297 (2017)
  • A cavidade oral é bastante acometida por neoplasias e corresponde ao quarto local mais frequente em pequenos animais. O melanoma é uma neoplasia maligna caracterizada com muita ou pouca produção de melanina, tendo o último um comportamento mais agressivo. O presente trabalho objetiva relatar o caso de um cão, macho, da raça dachshund, de 2 anos de idade que apresentava leve aumento da região infraorbitária e na cavidade oral uma massa de coloração avermelhada, com áreas enegrecidas, de consistência firme, localizada na região maxilar direita. O exame histopatológico sugeriu melanoma amelanótico. O paciente foi submetido a tratamento quimioterápico com carboplatina (300 mg/m², EV) a cada 3 semanas totalizando 3 sessões e corticoterapia com prednisolona (2,2 mg/kg, SID, VO) uso contínuo, seguido de 3 sessões de criocirurgia com intervalo de 15 dias. Devido à agressividade da neoplasia e o péssimo estado geral do animal, foi realizada a eutanásia seguida à necropsia, que constatou metástase em linfonodo submandibular direito. O melanoma amelanótico é freqüentemente diagnosticado na clínica de pequenos animais, necessitando de mais estudos para desenvolvimento de tratamentos eficazes para este tipo de neoplasia.

    Dezembro - v. 11, No. 12, p. 1188-1297 (2017)
  • A Oncologia Veterinária tem tido muita demanda, especialmente pelo aumento da longevidade dos cães e pela maior ocorrência de neoplasias em animais idosos. Foi atendida uma cadela, sem raça definida, 8 anos, apresentando massa tumoral ulcerada na região frontal da cabeça. Esta foi submetida a exames pré-operatórios. Em seguida, a exérese do tumor com ampla margem de segurança. Foi realizado exame histopatológico dos fragmentos tumorais coletados, diagnosticando-o como carcinoma de células basais.

    Agosto - v. 11, No. 08, p. 744-839 (2017)
  • O presente relato de caso tem como finalidade descrever uma ocorrência de quimiodectoma de caráter maligno em um cão de raça weimaraner. Quimiodectomas são neoplasias formadas a partir de quimiorreceptores presentes na base do coração envolvendo o corpo aórtico e carótido, pode ser benigno (mais comum) ou maligno. Estes tumores são pouco frequentes na clínica de pequenos animais e, quando ocorrem, geralmente estão associados a cães idosos e de raças braquiocefálicas (boxer, bulldog, dentre outros). O diagnóstico clínico é dificultoso, pois a maioria dos animais acometidos são assintomáticos, e, quando presentes, os sinais clínicos são inespecíficos, sendo, portanto, diagnosticados através dos exames radiográficos de rotina ou como achados nos exames post-mortem. No presente caso, o animal foi a atendimento clínico por outro motivo (nódulos subcutâneos), tendo sido investigado o quimiodectoma após ser percebido aumento de frequência respiratória e tamponamento de sons pulmonares em algumas regiões torácicas. O diagnóstico final foi possível após radiografia torácica e histopatologia do tecido tumoral através de técnica “tru-cut” com auxílio de ultrasonografia com ferramenta Doppler. Além de se referir à ocorrência de quimiodectoma em uma raça não predisposta, a importância do presente trabalho também se dá à abordagem do proprietário frente a uma patologia crônica maligna sem possibilidade de correção.

    Julho - v. 11, No. 07, p. 646-743 (2017)
  • O condrossarcoma é uma neoplasia óssea com características malignas, que se desenvolve a partir dos tecidos cartilaginosos, classificado na categoria dos sarcomas, está entre os três tumores que mais acometem a região pélvica dos cães. O objetivo deste relato é descrever o caso de um condrossarcoma localizado na articulação sacro – ilíaca direita em um paciente canino, fêmea, de 8 anos de idade, da raça Pastor Alemão. Salientando a importância do exame radiográfico na conclusão diagnóstica, ressaltando que o exame histopatológico é o exame de predileção para o diagnóstico definitivo desta afecção.

    Agosto - v. 11, No. 08, p. 744-839 (2017)
  • As neoplasias cutâneas são as mais frequentemente encontradas e diagnósticadas em pequenos animais, representando cerca de 30% dos tumores em cães com cerca de 70-80% de benignidade nessa espécie. O Lipoma, por sua vez, é considerado uma neoplasia mesenquimal comum benigna originada dos adipócitos ou células gordurosas subcutâneos e ocasionalmente dérmicos. O seu diagnóstico é realizado por meio da observação dos sinais clínicos e exames complementares (hemograma, bioquímica sérica, exames de imagem, e exames de cito e histopatológico). O tratamento cirúrgico por meio da excisão tumoral é um tratamento de eleição, podendo ser associada com radioterapia adjuvante, caso a excisão seja incompleta. O prognóstico para esse tipo de neoplasia pode ser considerado favorável para os lipomas bem circunscritos, sendo reservado para os tumores infiltrativos visto que o percentual de recidivas é alto podendo causar a destruição de tecidos adjacentes. Com base nisso o referido trabalho tem como objetivo relatar o caso clínico de um canino, fêmea, 10 anos de iade, 5,05 kg, Pinscher acometida por um lipoma situado na região cervical esquerda abrangendo a região peri-auricular do mesmo antímero atendido no Hospital Veterinário Unversitário da Universidade Federal do Piauí-UFPI.

    Abril - v. 11, No. 04, p. 313-423 (2017)
  • O melanoma oral é uma neoplasia de pele e tecido subcutâneo de ocorrência comum em cães, o mesmo possui comportamento maligno e é originado a partir dos melanócitos. O diagnóstico é realizado por meio da observação dos sinais clínicos e exame histopatológico. Há vários métodos de tratamento, como extirpação cirúrgica, crioterapia, quimioterapia e radioterapia, contudo, o prognóstico é ruim devido à alta reincidiva e poder metastático. No referido trabalho é relatado um caso de melanoma metastático em um cão, com a presença de uma massa tumoral na cavidade oral, ulcerada e enegrecido, com deformidade aparente da face. Por fim, optou-se pela eutanásia do animal devido ao estado avançado da doença.

    Abril - v. 11, No. 04, p. 313-423 (2017)
  • Cães e gatos são os principais animais de estimação na maioria das cidades. Quando não há interesse dos tutores na reprodução animal torna-se oportuno a apresentação pelo medico veterinário, dos métodos contraceptivos disponíveis, as vantagens e desvantagens de cada um. São eles por meios cirúrgicos ou por medicação hormonal, alvo de estudo desse trabalho. Os progestágenos são análogos sintéticos da progesterona e mimetizam os efeitos do corpo lúteo, e são utilizados na fêmea felina para a supressão ou adiamento do estro. Normalmente na gata a progesterona é um hormônio produzido pelo corpo lúteo e também pela placenta para manutenção da prenhez. O objetivo desse estudo foi analisar quantitativamente a relação da idade, uso de fármacos contraceptivos e as principais patologias associadas em gatas. As patologias foram: aborto, piometra, neoplasia mamária e hiperplasia mamária em gatas atendidas no período de janeiro de 2012 a julho de 2014 no Hospital Veterinário Universitário Jeremias Pereira da Silva, da Universidade Federal do Piauí.

    Março - v. 11, No. 03, p. 207-312 (2017)
  • As cadelas são animais multíparas de gestação curta, que produzem em geral, proles numerosas que podem atingir a maturidade sexual a partir de seis meses de idade. Na atualidade, o controle populacional da espécie canina e consequentemente das zoonoses deve ser contemplado em programas ou políticas públicas pelos gestores municipais e estaduais. A esterilização cirúrgica constitui a principal medida para esse controle. As drogas anticonceptivas principalmente as injetáveis para prevenir ou retardar o cio ou estro e não permitir uma fertilidade futura, foram muito utilizadas na década de 80 e no início de 90 e continuam até os dias de hoje. O objetivo deste trabalho é analisar a prevalência e as principais implicações associadas ao uso de anticoncepcionais em cadelas atendidas no Hospital Veterinário Universitário “Médico Veterinário Jeremias Pereira da Silva” da Universidade Federal do Piauí, no período de janeiro de 2012 a julho de 2014, onde pôde-se concluir que o uso de anticoncepcionais possivelmente está relacionado com a alta ocorrência de casos de piometra, neoplasia mamária e aborto.

    Fevereiro - v. 11, No. 02, p. 103-206 (2017)
  • Objetivou-se com essa pesquisa observar a incidência de tumor mamário em animais de companhia atendidos no Hospital Veterinário Dr. Vicente Borelli na cidade de Aracaju – SE durante o ano de 2015. Foram avaliados os dados de 38 pacientes acometidos por neoplasias. Os critérios de avaliação utilizados incluíram raça, idade e peso, ordenando os valores encontrados e submetendo a análise de frequência. Após o estudo constatou-se, relacionado aos caninos, que houve maior acometimento de animais com peso menor do que dez quilos (58,1%), idade a partir dos seis anos (80,6%) e eram principalmente Sem Raça Definida (35,5%), seguido do poodle (32,3%), Pit Bull (12,9%), Pinscher e Dachshund (6,5%), Pastor Alemão e Coocker (3,2%). Nos felinos a alta prevalência se deu com peso menor do que quatro quilos (57,1%), idade a partir dos seis anos (85,7%) sendo o Siamês a raça mais acometida (71,4%), seguido do Pelo Curto Brasileiro (28,6%). Conclui-se então que animais senis independente da espécie possuem maior predisposição para adquirir a doença. Porem cães são acometidos numa maior proporção. Portanto torna-se imprescindível um maior acompanhamento de cães e gatos mais velhos pelo Medico Veterinário. Novos estudos e pesquisas na área de Oncologia Veterinária são necessários para melhor entendimento dos aspectos relevantes da neoplasia mamária.

    Janeiro - v. 11, No. 01, p. 1-102 (2017)
  • O carcinoma de células escamosas (CCE) é uma neoplasia que acomete animais de companhia, de produção e exóticos, sendo muito comum em países de clima tropical como no Brasil, pois se desenvolve em áreas pouco pigmentadas, no epitélio escamoso estratificado e em superfícies mucosas expostas a ação ultravioleta. O CCE é bastante infiltrativo, porém raramente ocasiona metástases. Sua ocorrência no epitélio nasal é bastante relatada em felinos. O presente caso trata de um hamster chinês (Cricetulus griséus), fêmea, jovem, que desenvolveu um aumento de volume em espelho e plano nasal, e seu único sinal clínico era intenso prurido. O animal passou por procedimento cirúrgico para a realização de uma biopsia incisional, que foi encaminhada para o Serviço de Patologia Veterinária da UNESP, campus de Araçatuba (SP) para avaliação histopatológica. O material apresentou características compatíveis com carcinoma de células escamosas bem diferenciado.

    Mai. 4 - v. 6, No. 19, p. Art. 1375-1380 (2012)
  • O Hemangiopericitoma é um tumor de tecidos moles frequente em cães. Tem origem mesenquimal sendo formado a partir dos pericitos. É invasivo mas, raramente, provoca metástases. Desenvolve-se atingindo o tecido celular subcutâneo e o cutâneo e, nos cães, localiza-se com mais frequência em membros locomotores. O diagnóstico definitivo é estabelecido pela histopatologia do tumor e a sua subtificação é possível pelo uso da imunohistoquímica. A exérese cirúrgica da massa tumoral com a retirada de margens de segurança adequadas ou a amputação do membro locomotor continuam sendo as condutas cirúrgicas mais indicadas. Este tratamento pode ser complementado com quimioterapia, radioterapia, terapia fotodinâmica com fotossensibilizador ou eletroquimioterapia. Entretanto, as recidivas são comuns. Este trabalho relata, o diagnóstico, o tratamento cirúrgico e o acompanhamento por dois anos de um caso de hemangiopericitoma canino de localização atípica.

    Abr. 4 - v. 6, No. 15, p. Art. 1352-1356 (2012)
  • Entre os locais mais acometidos pelas neoplasias em cães, estão os de cavidade oral e de faringe, destacando como mais frequentes o épulis e a papilomatose oral. As raças predispostas a esta patologia são o boxer e o Bull dog, sendo os animais do sexo masculino mais afetado. É uma patologia de caráter benigno localizados na gengiva próximo as dentes incisivos. No presente trabalho serão relatados quatro casos de épulis fibromatoso periodontal em cães machos, adultos, da raça boxer, diagnosticados entre 2010 a 2012, através da necropsia, no Laboratório de Patologia Animal do Hospital Veterinário de Uberaba. Clinicamente antes do óbito esses animais apresentavam sialorréia, dificuldade de se alimentar, perda de peso e halitose. Foi avaliado as características macroscópicas e celulares pela realização do histopatológico e citopatologia desta neoformação.

     

    Ago. 2 - v. 6, No. 25, p. Art. 1411-1416 (2012)
  • O CD44 é uma molécula de adesão, multifuncional pertencente à família de glicoproteínas transmembranas e está intimamente relacionada com a progressão tumoral. Este trabalho teve como objetivos: avaliar a imunomarcação de CD44 nas neoplasias mamárias malignas da cadela, com e sem metástase em linfonodos regionais; associá-la como fator prognóstico na detecção precoce de metástase; relacioná-la com a imunomarcação de MMP-9, E-caderina e VEGF. Compuseram os grupos experimentais, cadelas com tumor mamário, com (Grupo M) ou sem metástase (Grupo N) detectável em linfonodos. As neoplasias mamárias foram classificadas de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Para isso utilizou-se a técnica de imuno-histoquímica, em amostras incluídas em parafina. Para a determinação da porcentagem de imunomarcação considerou-se somente as células epiteliais neoplásicas. Para o anticorpo CD44 contou-se as marcações em linfócitos T nos linfonodos dos dois grupos. As marcações em linfócitos T foram maiores no grupo N e menores no grupo M. Observou-se aumento significativo na marcação do CD44 do sítio primário do tumor (células epiteliais neoplásicas) para a metástase, assim como nas marcações de MMP-9 e E-caderina. Concluiu-se que o CD44 pode atuar em conjunto com outras moléculas, tais como a MMP-9 e a E-caderina. Propõe-se que a detecção precoce de micrometástase seja feita em linfócitos T nos linfonodos drenantes das neoplasias mamárias malignas de cadelas.

    Mar. 1 - v. 6, No. 08, p. Art. 1307-1312 (2012)
  • Estima-se que a incidência do câncer em cavidade nasal no cão seja de 1% de todos os cânceres e 80% dos tumores nasais são malignos. O tipo mais comum de câncer que afeta cavidade nasal em cães é o carcinoma, que inclui adenocarcinoma nasal. Há uma maior prevalência de neoplasias nasais em cães machos, principalmente raças dolicocéfalas e mesocéfalas assim como raças de grande porte. Os sinais clínicos do adenocarcinoma nasal são os mesmo das rinites infecciosas, incluindo corrimentos nasais catarrais ou mucopurolento, hemorragia periódica, lacrimejamento aumentado devido a obstrução dos ductos nasolacrimais e espirros, sendo muito importante o diagnóstico diferencial de rinite. Neoplasias grandes também interferem com o fluxo do ar causando respiração estertorosa. O presente trabalho relata um caso que foi encaminhado ao Hospital Veterinário da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Campus Toledo (PUC-PR), um cão da raça poodle, fêmea com cinco anos de idade, 3,6kg, com histórico de dispnéia inspiratória, respiração estertorosa e secreção nasal mucopurolenta. Foram realizados exames radiológicos e citológicos sendo compatível com diagnóstico de adenocarcinoma nasal.

    Fev. 2 - v. 6, No. 05, p. Art. 1289-1294 (2012)
  • Tendo em vista a elevada incidência das neoplasias mamárias nas cadelas, este trabalho teve como objetivo investigar os marcadores de prognóstico nos tumores malignos caninos. Para a realização deste estudo foram selecionadas 30 amostras de tumores mamários de cadelas. As amostras foram divididas em 3 grupos, de acordo com a classificação histopatológica sendo, carcinossarcoma, carcinoma sólido, carcinoma tubulopapilar. A avaliação dos marcadores de prognóstico Ki-67, p53, foi conduzida por imuno-histoquímica, utilizando-se a técnica estreptoavidina-biotina-peroxidase. Para o Ki-67 a diferença significativa foi vista entre o carcinoma sólido e carcinoma tubulopapilar. O gene p53 apresentou diferença significativa (P<0,05) entre a imunorreatividade do carcinossarcoma e do carcinoma sólido e tubulopapilar. 

    Mai. 1 - v. 6, No. 16, p. Art. 1357-1362 (2012)
  • Uma cadela de onze anos de idade, sem raça definida, foi apresentada com sinais clínicos de dispneia e anorexia. Após a toracocentese, as radiografias torácicas demonstraram distribuição difusa de líquido e massa radiopaca no pulmão esquerdo. Foi realizada biopsia do pulmão com agulha transtorácica. Ao exame pós-morte observou-se tumor pulmonar com grande quantidade de muco e aumento de volume do pulmão esquerdo compatível com neoplasia primária. O diagnóstico histopatológico de adenocarcinoma papilar baseou-se na observação de epitélio predominantemente simples de células colunares com núcleos basais e ovóides, regiões de epitélio estratificado com células cubóides e presença de muco no lúmen das células. Este relato de caso indica que as neoplasias pulmonares também devem ser consideradas como diagnóstico diferencial nos cães com dispneia. 

    Out. 2 - v. 4, No. 34, p. Art. 938-943 (2010)
  • Em medicina veterinária, o aumento do número de casos de tumores mamários em cadelas tem despertado um maior interesse no estudo do prognóstico dessa neoplasia. O diagnóstico desses tumores é baseado na idade, história reprodutiva e nas alterações físicas da mama encontradas no exame clínico, sendo a histopatologia a maneira mais eficiente para a confirmação dessa doença, entretanto, a PAAF tem se mostrado um excelente meio de diagnóstico por ser um procedimento rápido, quase indolor e de baixo custo para o proprietário.

    Out. 2 - v. 4, No. 34, p. Art. 938-943 (2010)

Idioma

Conteúdo da revista

Edicões