Resultado da pesquisa

  • As parasitoses gastrintestinais, entre elas as verminoses, são responsáveis por elevadas perdas econômicas, em decorrência do crescimento retardado, perda de peso, redução no consumo de alimentos, queda da produção de leite, baixa fertilidade e até mortalidade. O parasitismo é o maior flagelo que acomete os rebanhos mundiais. Os parasitos externos ocupam lugar de destaque entre as parasitoses dos animais domésticos. Os endoparasiticidas e ectoparaciticidas têm como função auxiliar na prevenção e combate as pragas, assim podendo diminuir o índice de certas doenças como, erliquiose e babesiose. A utilização profilática de endoparasiticidas e ectoparasiticidas em animais de companhia assume uma importância fundamental em nível de Saúde Animal, mas também no que respeita à Saúde Pública e Ambiental, face ao potencial zoonótico de determinados parasitas. A aplicação adequada e regular de antiparasitários recai sobre os proprietários para uma proteção contínua do animal, contra qualquer infecção parasitária. Nos carnívoros domésticos, cães e gatos, o maior desafio é o controle das pulgas e da sarna demodécica.

    Mar. - v. 11, No. 3, p. 207-312 (2017)

Idioma

Conteúdo da revista

Edicões