Resultado da pesquisa

  • Micotoxinas são substâncias tóxicas produzidas pelo metabolismo secundário de fungos filamentosos e capazes de desencadear uma série de problemas relacionados à produção agropecuária e à saúde pública. Por este motivo, o monitoramento destes agentes tóxicos é extremamente necessário, devendo-se levar em consideração para realização de tal atividade a diversidade das amostras que serão colhidas, os tipos distintos de micotoxinas, bem como a distribuição não uniforme destes contaminantes. A escolha adequada dos pontos de amostragem, bem como do uso de uma metodologia eficaz que considere os possíveis interferentes e contemple os níveis de detecção esperados também são fatores indispensáveis para o sucesso e confiabilidade das análises realizadas. Em adição, com o intuito de atender às exigências da atual legislação brasileira para micotoxinas, vários alimentos deverão ser analisados, para isso, o conhecimento de procedimentos para colheita de amostras e análises laboratoriais são de fundamental importância tanto para pequenos produtores quanto para indústria de alimentos. Considerando que a aplicação adequada destas metodologias não apenas pode aumentar a produção agrícola e sua consequente lucratividade, como também propiciar a segurança alimentar dos diversos produtos brasileiros destinados às dietas humanas e/ou animais, esta revisão visa descrever as principais metodologias existentes no Brasil para colheita de amostras e análise de micotoxinas, assim como abordar os principais métodos analíticos existentes para detecção e quantificação destes contaminantes

    Março - v. 11, No. 3, p. 207-312 (2017)
  • As pesquisas genéticas na cultura do café, têm tido grande expansão e, na maioria dos casos, as amostras são constituídas da coleta de folhas ou de frutos em diferentes plantas constituindo amostragem em mais de um estágio. Na amostragem em dois estágios ou sub-amostragem, designada amostragem hierárquica, a população é constituída por N_1 unidades primárias e cada unidade primária por N_2 indivíduos. São selecionadas n_1 unidades primárias e, de cada uma delas, selecionados n_2 indivíduos. Para a determinação do tamanho ótimo da amostra biológica é necessário que se tenha dados obtidos de experimentos bem conduzidos e que expressem fielmente a variabilidade entre plantas de café e entre frutos, nas plantas, para condições que possam variar de acordo com os genes pesquisados. Em geral, o tamanho da amostra biológica utilizado pode estar sendo subestimado em função principalmente da relação entre as variâncias e da relação de custos.

    Set. - v. 10, No. 09, p. 636-720 (2016)
  • A aplicação de metodologias modernas utilizando o modelo animal é imprescindível para a condução eficiente de qualquer programa de melhoramento. Os procedimentos aplicados para características nas quais a variação contínua é assumida não são adequados para aquelas com variação não contínua. No modelo de limiar assume-se o processo de resposta está associado a uma variável contínua subjacente que apresenta distribuição normal contínua. A representação probabilística de todo o conhecimento incerto é a essência da inferência Bayesiana, seja tal conhecimento relacionado ao futuro, quantidades observáveis ou parâmetros desconhecidos. Os conceitos de priori e posteriori são sempre relativos à observação considerada no momento. Assim, objetivou-se com esta revisão apresentar e discutir algumas tendências e aplicações de modelo de limiar sob o enfoque da inferência Bayesiana, aplicado ao melhoramento genético animal.

    Ago. 4 - v. 6, No. 27, p. Art. 1423-1428 (2012)

Idioma

Conteúdo da revista

Edicões