A Zootecnia e algumas preocupações para o milênio

No fim de julho, ocorreu em Foz do Iguaçu, no Paraná, a reunião anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia. Nestes encontros são debatidos os temas predominantes do momento. Destacamos, nesta reunião, a preocupação geral com três temas: bem estar animal, alimentação segura e animais de companhia ou pets.

No primeiro tema, as maiores preocupações e discussões foram sobre como os animais para fins de produção (carne, leite, ovos, entre outros) são criados e, principalmente, sacrificados. No sistema de criação é visível à preocupação com maior atenção sobre o stress que os animais poderiam sofrer durante o alojamento, principalmente, as aves e suínos, uma vez que os bovinos são criados em sistemas mais extensivos. Assim, vários pesquisadores de várias partes do mundo acreditam que, nos próximos anos, haverá uma reorganização dos setores para melhorar o conforto destes animais.

No que concerne ao sacrifício, todos estão de acordo que as normas e cuidados durante transporte, sala de espera, insensibilização, para ficar apenas nestes temas, estão sendo revistos e modernizados. Na realidade, o sacrifício dos animais, mesmo para fins da alimentação humana é um momento de sofrimento para quem está sendo sacrificado e para quem está sacrificando.

Sobre o tema alimentação segura, esta nos parece que terá maior espaço para discussão e alteração dos modelos de produção. Na realidade com os problemas surgidos nos últimos anos como, por exemplo, vaca louca, hormônios, antibióticos, carne fraca, abscessos na carne, a população está muito mais atenta e convencida de que as autoridades competentes não devem poupar esforços para estar cada dia mais vigilante sobre a alimentos que consumimos. A segurança alimentar deve ser temas de vários debates pelo mundo todo.

No caso dos animais de companhias, o debate se torna, em algumas oportunidades, até mais emocional do que reacional, aliás, algo esperado. Com a reorganização da sociedade, estes animais estão cada dia mais atraindo a atenção de pessoas e profissional. Na verdade, é uma categoria de criação para o bem estar de todos. Com o envelhecimento das pessoas, moradia solitária, vida senescente, estes animais estão ocupando um espaço cada dia maior e mais atrativo. Desta forma, é de se esperar que nos próximos anos o comércio deste segmento terá um crescimento cada dia mais atrativo e rentável.

Em conclusão a sociedade moderna está devidamente preocupada com a qualidade de vida, não só delas, mas também dos animais que as cercam.

O Editor-chefe.

Idioma

Conteúdo da revista

Edicões