v. 12 No. 01 p. 139 (2018) >>

Perfil hematológico de caninos recém-nascidos do município de São Luís – Maranhão

  • Perfil hematológico de caninos recém-nascidos do município de São Luís – Maranhão

    Matheus Moreira Ribeiro, Juliana da Silva Alves, Walterlana Sousa Sampaio, Ellis de Sousa Barros, Daniel Praseres Chaves

    Resumo

    A pediatria como especialidade da clínica médica de pequenos animais vem ganhando espaço à medida que o mercado pet cresce, exigindo novas técnicas de manejo e melhores resultados. Os recém-nascidos representam um desafio especial em terapêutica veterinária, pois diferem marcadamente dos cães adultos. Para que se possa determinar um protocolo terapêutico para um paciente, precisa-se conhecer o estado de saúde do mesmo, sua fisiologia e particularidades. É comum o médico veterinário sentir-se tecnicamente despreparado frente ao recém-nascido, devido esta especialidade não fazer parte da grade curricular na maioria das escolas de medicina veterinária do Brasil. O hemograma é uma importante ferramenta que auxilia o clínico no direcionamento do diagnóstico, pois reflete o estado de saúde do animal no momento da coleta. Permite avaliar se há alteração nos componentes sanguíneos do organismo animal, além de verificar a capacidade de resposta de defesa do organismo frente a alguma ameaça. Foram selecionados para a realização do trabalho animais das raças Rottweiler, Poodle, Labrador e Shi Tzu, sendo 28 machos e 32 fêmeas. O objetivo deste estudo é fornecer subsídios a clínicos veterinários que constantemente em sua rotina de trabalho têm o contato com esta faixa etária, além de contribuir com parâmetros de animais criados no Brasil. Este estudo demonstrou semelhanças entre os resultados obtidos e os valores hematológicos de referência disponíveis na literatura mundial.

    Palavras-chave

    caninos,hemograma,neonatos

    Texto completo:

Janeiro

Idioma

Conteúdo da revista