v. 12 No. 01 p. 139 (2018) >>

Vertebrados silvestres atropelados na rodovia BR-230, Paraíba, Brasil

  • Vertebrados silvestres atropelados na rodovia BR-230, Paraíba, Brasil

    Marcela Meira Ramos-Abrantes, Artur da Nóbrega Carreiro, Débora Vitória Fernandes de Araújo, Joyce Galvão de Souza, João Paulo Rodrigues de Lima, Hyldetan Ruan de Araújo Cezar, Lucas Silva Leite, Stephenson Hallison Formiga Abrantes

    Resumo

    Os atropelamentos de animais silvestres têm recebido especial atenção dos pesquisadores nos últimos anos por se tratar da causa primária de morte em estradas. Contudo, estudos que abordem o tema ainda são escassos e, geralmente, tratam apenas de mamíferos. Diante disso, este estudo teve o objetivo de monitorar a mortalidade de animais silvestres por atropelamentos no trecho Campina Grande – Patos da BR-230 entre novembro de 2010 e novembro de 2011. Foram realizadas viagens mensais com duração média de 2h, percorrendo-se o trecho de carro. Foi comparado o número de atropelamentos no período seco e chuvoso, geral e por grupo. Os animais atropelados foram identificados até o menor nível taxonômico possível, descartando-se os animais domésticos. Foram registrados 188 espécimes de vertebrados atropelados, sendo Mammalia o mais amostrado (n=108; 57,4%). A espécie mais representativa foi Cerdocyon thous (n=87; 46,5%). O maior número de atropelamentos ocorreu no período seco. Quando comparado por grupo, porém, aves e répteis apresentaram um maior número de atropelamentos durante o período chuvoso. Cerdocyon thous, apresentou taxas de atropelamento maiores que em outros levantamentos realizados no Brasil (87 indivíduos, 46,5%), o que parece ser uma realidade local. Dentre os répteis atropelados, 70% corresponderam a espécies de serpentes, que pode estar relacionado ao deslocamento lento e necessidade de termorregulação desses animais e pelo fato de serem considerados “animais perigosos”, levando ao extermínio intencional.

    Palavras-chave

    conservação , ecologia de estradas , Caatinga

    Texto completo:

Janeiro

Idioma

Conteúdo da revista