v. 12 No. 01 p. 139 (2018) >>

Luxação de patela lateral, congênita, bilateral em cão: Relato de caso

  • Luxação de patela lateral, congênita, bilateral em cão: Relato de caso

    Ana Estelita Nascimento de Carvalho, Adriana Elizabeth Cordeiro Barbosa, Daniella Kaísa de Oliveira Bezerra, Claudina Rita de Souza Pires, Carolina Franchi João, Maridelzira Betânia Moraes David, Luiz Fernando Moraes Moreira

    Resumo

    Foi diagnosticado um caso de luxação patelar lateral bilateral congênita em um cão, macho, da raça Poodle, dois anos de idade, que inicialmente apresentava grau 3, evoluindo ao grau 4 no membro esquerdo após cirurgias para correção. A luxação patelar lateral é pouco frequente e afeta principalmente cães de raças grandes e gigantes, sendo condição rara em cães de raças pequena e miniatura.

     

    Palavras-chave

    claudicação , luxação patelar congênita , luxação patelar lateral

    Texto completo:

Janeiro

Idioma

Conteúdo da revista