v. 11 No. 11 p. 1074-1187 (2017) >>

Aminoácidos de cadeia ramificada na alimentação de suínos: Revisão

  • Aminoácidos de cadeia ramificada na alimentação de suínos: Revisão

    Laura Marcela Diaz Huepa, Joyce Sato, Juliana Beatriz Toledo, Alessandra Nardina Tricia Rigo Monteiro, Paulo Cesar Pozza

    Resumo

    A proteína é o componente que mais interfere no crescimento animal, influenciando parâmetros como o ganho de peso, o consumo diário de ração e a conversão alimentar. Este componente orgânico esta constituído por unidades polimerizadas de aminoácidos, que são classificados em aminoácidos essenciais e não essenciais. Os aminoácidos de cadeia ramificada (leucina, valina e isoleucina) fazem parte do grupo dos aminoácidos essenciais caracterizados por sua estrutura de cadeias laterais ramificadas, são oxidados como combustível principalmente pelos tecidos muscular, adiposo, renal e encefálico, tendo a capacidade de influenciar diretamente a síntese de proteína, além de possuir um efeito sinérgico com a insulina para estimular a captação de glicose pelas células. Estas características interessam aos nutricionistas que tem como objetivo otimizar dietas para suínos que permitam atender os requerimentos nutricionais dos animais, melhorando os parâmetros produtivos e evitando excessos de ingredientes nas dietas para diminuir a poluição ambiental. O objetivo desta revisão é facilitar o conhecimento e importância dos aminoácidos de cadeia ramificada na nutrição de suínos.

    Palavras-chave

    Leucina , isoleucina , valina , suínos , nutrição

    Texto completo:

Novembro

Idioma

Conteúdo da revista