v. 11 No. 11 p. 1074-1187 (2017) >>

Avaliação parasitológica de excretas de pombos refugiados em edificações da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

  • Avaliação parasitológica de excretas de pombos refugiados em edificações da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    André Luiz de Souza, Márcia Sueli Scisleski, Sandra Márcia Tietz Marques

    Resumo

    O objetivo deste estudo foi avaliar a presença de parasitos em fezes de pombos alojados nas edificações do campus do Vale da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Este campus conta com 99 prédios e 85 foram vistoriados. Amostras fecais foram recolhidas de 17 (20%) deles e o diagnóstico parasitológico se baseou nos métodos de Willis-Mollay (WM), Lutz e Ziehl-Neelsen modificado (ZNm). Por WM e Lutz foram diagnosticados ovos de ascarídeos nas fezes coletadas nos prédios: 1. Departamento de Ecologia; 2. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Larvas de nematóides foram recuperadas em fezes presentes em seis prédios: 1. Instituto de Informática; 2. Laboratório de Pesquisa do Centro de Biotecnologia; 3. Departamento de Minas da Escola de Engenharia; 4. Biblioteca do Instituto de Física; 5. Instituto de Química - Anfiteatro de Sala de Aula; 6. Laboratório de Informática. Por ZNm, as amostras foram negativas para oocistos de Cryptosporidium spp. As amostras fecais de pombos alojados nas edificações da universidade apresentaram estruturas parasitárias com potencial zoonótico. Conhecer esta diversidade é de fundamental importância para uma melhor gestão do manejo, preservando a saúde das pessoas que transitam pelo campus do Vale da UFRGS.

    Palavras-chave

    Columba livia domestica , fezes , parasito , zoonose

    Texto completo:

Novembro

Idioma

Conteúdo da revista