v. 11 No. 8 p. 744-839 (2017) >>

Adubação nitrogenada e consorciação de Trachypogon plumosus com Stylosanthes capitata cv. Lavradeiro sob diferentes densidades de semeadura

  • Adubação nitrogenada e consorciação de Trachypogon plumosus com Stylosanthes capitata cv. Lavradeiro sob diferentes densidades de semeadura

    Newton de Lucena Costa, Vicente Gianluppi, Anibal de Moraes, Paulo César Faccio de Carvalho, João Avelar Magalhães, Amaury Burlamaqui Bendahan

    Resumo

    O efeito de níveis de nitrogênio (0, 40, 80, 120, 160 e 200 kg de N ha-1) em pastagens puras de Trachypogon plumosus e o de densidades de semeadura de Stylosanthes capitata cv. Lavradeiro sobre o rendimento de forragem, composição botânica e fixação e transferência aparentes de nitrogênio (N) foi avaliado em condições de campo. A adubação nitrogenada afetou quadraticamente os rendimentos de forragem da gramínea e seus teores de nitrogênio, sendo os máximos valores estimados com a aplicação de 154,6 e 155,7 kg de N ha-1, respectivamente. O rendimento de forragem da leguminosa é diretamente proporcional às densidades de sua semeadura, ocorrendo o oposto para a gramínea. Os rendimentos de forragem da consorciação, independentemente da densidade de semeadura da leguminosa, são superiores aos da gramínea em cultivo isolado e para todas as doses de N avaliadas. A utilização de densidades de semeadura entre 2,0 e 3,0 kg ha-1 permitem o estabelecimento, a estabilidade produtiva e a persistência da consorciação. A fixação aparente de N pela leguminosa e sua transferência para a gramínea foram diretamente proporcionais às densidades de semeadura.

    Palavras-chave

    Composição botânica , fixação e transferência de nitrogênio , matéria seca

    Texto completo:

Agosto

Idioma

Conteúdo da revista