v. 11 No. 09 p. 840-946 (2017) >>

Comportamento da Proteína C Reativa em vacas leiteiras, comparado ao California Mastitis Test

  • Comportamento da Proteína C Reativa em vacas leiteiras, comparado ao California Mastitis Test

    Paulo Henrique Braz, Leandro de Souza Kuhn, Sandriele Goes de Campos Deboleto, Alexsander Toniazzo de Matos, Thiago Leite Fraga

    Resumo

    Este trabalho teve como objetivo descrever o comportamento da Proteína C Reativa (PCR), comparada aos resultados do California Mastitis Test (CMT) em vacas leiteiras. Foram utilizadas 28 vacas produtoras de leite para a detecção de mastite subclínica. Dentre estes animais, 21 (75%) foram positivas no teste do CMT e 10 (35,7%) foram positivos para a PCR. Ao analisar os resultados pelo teste McNemar foi possível concluir que os testes diagnósticos não possuem relação estatística. Pode ser concluído que a PCR pode ser utilizada como auxiliar na interpretação de diagnóstico para mastite subclínica, quando associada ao CMT.

    Palavras-chave

    Inflamação , mastite , PCR

    Texto completo:

Setembro

Idioma

Conteúdo da revista