v. 11 No. 8 p. 744-839 (2017) >>

Ajuste de curvas de crescimento para à produção de cana-de-açúcar

  • Ajuste de curvas de crescimento para à produção de cana-de-açúcar

    Wederson Leandro Ferreira, Fabio Vieira da Silva Junior, Juracy Mendes Moreira, Guido Gustavo Humada Gonzalez, Juliano Bortolini, Aurélio Ferreira Melo

    Resumo

    A modelagem de curvas de crescimento é muito comum em dados provenientes de medidas repetidas no tempo, porque é possível estabelecer uma relação funcional entre o tempo e os tratamentos utilizados. O objetivo principal deste trabalho é obter uma relação funcional que estabeleça uma associação polinomial entre a produção, em toneladas, e os 5 anos em que 3 genótipos de cana-de-açúcar tiveram suas produções aferidas em um experimento instalado na Usina Porto Rico, em Alagoas, conduzido pela UFSC. O delineamento utilizado foi o blocos ao acaso, com 4 repetições. Nestes modelos assume-se curvas médias fixadas, em torno das quais existem variações aleatórias para as curvas individuais das respectivas unidades experimentais. Ficou constatado pelos critérios de AIC e BIC que a melhor estrutura é a componente da variância (VC) para representar a matriz de covariâncias do erro experimental e não estruturada (UN) para a matriz de covariância dos parâmetros de efeitos aleatórios e que o polinômio de 3º grau foi selecionado para representar a relação média entre produção e os 5 anos avaliados para os três genótipos.

    Palavras-chave

    Análise de perfil , Cana-de-açúcar e Dados Longitudinais.

    Texto completo:

Agosto

Idioma

Conteúdo da revista