v. 11 No. 09 p. 840-946 (2017) >>

Avaliação “in vitro” do efeito acaricida do extrato etanólico das folhas de Hyptis suaveolens (L.) Poit (Lamiaceae) sobre fêmeas ingurgitadas de Rhipicephalus sanguineus (Latraille, 1806) (Acari:Ixodidae)

  • Avaliação “in vitro” do efeito acaricida do extrato etanólico das folhas de Hyptis suaveolens (L.) Poit (Lamiaceae) sobre fêmeas ingurgitadas de Rhipicephalus sanguineus (Latraille, 1806) (Acari:Ixodidae)

    Daiane de Sousa Estrela, Raylson Pereira de Oliveira, Jeane Gomes de Matos, Dulcilany Pereira Cardoso, Paulo Franklin Pereira de Sousa, João Sammy Nery de Souza, Pollyana Oliveira da Silva, Jamylla Mirck Guerra de Oliveira, Márcia Paula Oliveira Farias

    Resumo

    O objetivo deste estudo foi avaliar “in vitro” o efeito acaricida do extrato etanólico das folhas de Hyptis suaveolens sobre fêmeas ingurgitadas de Rhipicephalus sanguineus. Foram coletadas manualmente, 150 fêmeas ingurgitadas de carrapatos, de cães naturalmente infestados, da microrregião de Bom Jesus-PI, Brasil. Para realização do teste de imersão sobre fêmeas ingurgitadas, foram testadas 3 diluições do extrato etanólico nas concentrações de 0.1, 1.0 e 10.0%, obtidas a partir do teste de toxicidade frente a Artemia salina. Foram utilizadas 10 fêmeas ingurgitadas para cada tratamento. Os testes foram realizados em triplicata. Para o controle negativo, foi utilizado água destilada e, para o controle positivo, Cypermetrina. Foi observado, nas concentrações testadas, eficácia de 29,93%, 32,71%, e 30,63% respectivamente. Os dados obtidos nesse estudo revelaram que o extrato etanólico das folhas de H. suaveolens, nas concentrações testadas, não apresenta atividade acaricida para fêmeas de Rhipicephalus sanguineus, segundo padrões do Ministério da Agricultura.

    Palavras-chave

    carrapatos , controle , medicina veterinária preventiva

    Texto completo:

Setembro

Idioma

Conteúdo da revista