v. 11 No. 06 p. 538-645 (2017) >>

Endoparasitas em cães e gatos diagnosticados em São Luís-Maranhão

  • Endoparasitas em cães e gatos diagnosticados em São Luís-Maranhão

    Joisiane Cristina Santos da Silva, Allane Prazeres Costa, Daniel Chaves Praseres, Mylena Andréa Oliveira Torres, Maria das Dores de Oliveira-Neta, Tiago da Silva Teófilo

    Resumo

    Com o objetivo de determinar a frequência de endoparasitos em cães e gatos, foi realizado um levantamento dos resultados de exames coproparasitológicos, executados na rotina de um Laboratório Veterinário em São Luís – MA, no período de Julho de 2012 a Julho de 2015. Nesse período foram realizados 780 exames, sendo 92% de cães e 8% de gatos. Deste total, 23% das amostras foram positivas para pelo menos um parasito. Ancylostoma sp. foi o gênero mais frequente em ambas as espécies com 48% dos cães e 63% dos gatos parasitados. Quanto à infecção, 80% dos cães e 86% dos gatos apresentaram infecção única, enquanto que 20% dos cães e 14% dos gatos apresentaram infecção múltipla. Esses resultados revelam uma incidência expressiva, o que representa elevados riscos não só aos animais como também na saúde humana e tal fato reforça a necessidade de implementar medidas efetivas no sentido de reduzir a carga parasitária dos animais e minimizar os riscos de infecção humana.

    Palavras-chave

    Levantamento epidemiológico,prevalência,caninos,felinos

    Texto completo:

Junho

Idioma

Conteúdo da revista