v. 11 No. 6 p. In Press (2017) >>

Aspectos da qualidade físico-química em filé de Carapeba (Diapterus rhombeus) minimamente processada

  • Aspectos da qualidade físico-química em filé de Carapeba (Diapterus rhombeus) minimamente processada

    Bárbara Camila Firmino Freire, Karoline Mikaelle de Paiva Soares, Vilson Alves de Góis, Antônio Cleyton Arruda de Azevedo Costa, Daniela Rayane da Silva Morais, Amanda Sabino de Souza

    Resumo

    O pescado é bastante consumido mundialmente, dentre inúmeros motivos, por ser um alimento rico em proteínas e aminoácidos essenciais à saúde humana, destacando-se como um atraente produto de origem animal. No entanto, devido à alta perecibilidade que apresenta, o produto deve receber atenção especial. Dessa forma, o presente estudo teve por objetivo avaliar a influência do ácido cítrico e lactato de sódio sobre as características físico-químicas da carapeba (Diapterusrhombeus) minimamente processada. As amostras foram coletadas em uma feira-livre localizada no município de Mossoró-RN e seguiram ao laboratório onde foram submetidas ao processo de filetagem. Os filés produzidos receberam tratamentos distintos: ausência de imersão em acidulantes (controle) e imersão em solução de ácido cítrico e lactato de sódio. As amostras de ambos os tratamentos foram embaladas a vácuo, aos pares, e estocadas em refrigeração. Durante o armazenamento, foram realizadas análises físico-químicas nos dias zero, três e seis, em três repetições por tratamento. Os dados gerados foram avaliados pelo teste t studant ao nível de 5% de significância. Com a utilização do tratamento, observou-se resultados satisfatórios de CRA e pH nos filés de peixe minimamente processados e embalados a vácuo sob refrigeração.

    Palavras-chave

    conservação , embalagem modificada , pescado , qualidade físico-Química

    Texto completo:

Junho

Idioma

Conteúdo da revista